NOSSO TELEFONE

(41) 99603-1441

(para este período de recesso de final de ano)

NOSSO EMAIL
NOSSOS HORÁRIOS

Segunda a Sexta, das 09h00 às 17h30

VOLTE SEMPRE!
  • Facebook Social Icon
NOSSO OBJETIVO

Saúde Esporte tem como proposta o atendimento às pessoas com deficiência através da prática do esporte.

O rugby e o tênis em cadeira de rodas qualificam socialmente, culturalmente e esportivamente as pessoas, melhorando suas condições de vida social e profissional.

ENCONTRE-NOS

Estamos localizados na

Rua Desembargador Motta, 3231

Curitiba/Paraná

CEP: 80430-220

 

© 2007 Saúde Esporte Sociedade Esportiva  |  Todos os direitos reservados

  • Redação Casadaptada

Alunos de ETEC criam detector para identificar quem desrespeita vaga para deficientes


Infelizmente é comum ver pessoas estacionarem na vaga destinada a deficientes, mesmo não sendo um. A fim de identificar os infratores, os alunos da Escola Técnica Estadual (Etec) Cidade do Livro, de Lençóis Paulista, pensaram um jeito de melhorar a fiscalização e criaram um sistema que fotografa o veículo infrator. A ideia é que o piso da vaga tenha um sensor interligado à câmera fotográfica, uma espécie de radar. Como as pessoas com deficiência já utilizam um adesivo para identificar o veículo, a proposta dos estudantes é que essa identificação também tenha um sensor. Assim, quando um carro sem o adesivo estaciona, o sensor do piso identifica a falha e aciona o radar.

Baixo custo O projeto Detector fotográfico de infratores em vagas de deficientes foi elaborado com o uso de Arduíno, uma placa que pode ser programada para controlar os mais diversos equipamentos. É um material de baixo custo que torna a ideia dos estudantes acessível. Entretanto, como ainda não foi feito um protótipo, os alunos não conseguem precisar quanto custa o sistema. “Mas certamente é de fácil acesso”, garante Matheus Henrique Soares, um dos integrantes do grupo. Além dele, participaram do trabalho Amanda Aparecida de Godoi, Lidiane Lopes de Azevedo, Nathalia Monteiro Almeida e Tiago Prenhaca. Eles concluíram o curso técnico de Informática para a Internet integrado ao Médio no segundo semestre de 2016. O projeto foi orientado pelo professor João Alberto Prado Martins.


36 visualizações